Skip to content

Amelia Earhart – Referência de uma geração.

12 de março de 2012

Ainda no clima do Dia Internacional da Mulher, dedico meu primeiro post no blog para essa mulher que foi inspiração para muitas mulheres no mundo inteiro e que eu, particularmente, tenho uma admiração enorme.

  

A primeira mulher a atravessar o Atlântico num avião, Amelia não foi apenas a maior aviadora de seu tempo, mas uma referência que abriu caminho para muitas outras conquistas femininas a partir dos anos 30.

Nascida em 24/07/1897 em Atchison, no estado americano do Kansas, Amelia era a mais velha de duas irmãs, filhas de um advogado alcoólatra e de uma mãe bem educada. Em sua adolescência, ela já descia montanhas em seu trenó como os garotos e matava ratos com um calibre 22. Para Amelia, aprender a voar não seria mais ousado do que suas aventuras juvenis, então, junto com uma amiga, visitou uma feira aérea e assim, despertou sua paixão pela aviação. Depois de muita dedicação e trabalho duro, Amelia, em outubro de 1922, conseguiu tirar sua licença de vôo da Federação Aeronáutica Internacional.

Sete anos depois, ela recebeu um telefonema de um piloto aposentado ao Exército que perguntou se ela gostaria de cruzar o Atlântico num avião, e Amelia logicamente aceitou. “Quem recusaria essa aventura deliciosa?”, disse ela.

Então, no dia 17 de outubro de 1928, Amelia subiu a bordo do “Friendship”, um avião trimotor, e partiu rumo à Inglaterra na companhia de um piloto e um co-piloto, tornando Amelia apenas uma mera passageira, o que não mudou o tamanho de seu feito histórico como a primeira mulher a cruzar o Atlântico num avião.

Em seu retorno aos Estados Unidos, ela foi recebida como heroína, mas mesmo assim não estava totalmente satisfeita, então, quatro anos depois, ela decidiu cruzar o Atlântico novamente, mas agora sozinha. “Pra mim, a aventura não tinha sido completa”, disse. E se tornou a primeira mulher a voar sozinha sobre o oceano Atlântico.

Amelia foi festejada na Europa e nos Estados Unidos. Jantou com o rei da Inglaterra, Jorge V. e com o presidente dos Estados Unidos, Herbert Hoover. Ela tornou-se uma celebridade, e com isso, começou a promover a aviação (principalmente para mulheres) nos Estados Unidos com palestras e conferências no país inteiro.

Tornou-se a primeira mulher a voar sozinha pelos Estados Unidos de ponta a ponta, voou a uma altitude de 14 mil pés, batendo o recorde mundial entre as aviadoras e fez o melhor tempo ao cruzar o país sem escalas.

Em 1937, Amelia decidiu que viajaria sozinha ao redor do planeta, sobre a linha do Equador, mas devido a acidentes, chamou Fred Noonan para ser o seu navegador.

No dia 21 de maio de 1937, Amelia partiu com Noonan para a jornada que seria a última de sua vida. Saíram de Oakland, nos Estados Unidos, e passaram por Brasil, Senegal, atravessaram a África e o mar vermelho rumo a Ásia, até chegarem a Lae, na Nova Guiné.

Na manhã do dia 2 de julho de 1937, Amelia Earhart ligou os motores de seu avião pela última vez. Seu próximo destino era um pequeno território americano no meio de oceano Pacífico, a Ilha de Howland.

Amelia e Noonan nunca retornaram, eles simplesmente desapareceram em algum lugar daquela imensidão azul, sem deixar nenhum rastro. Apesar das intensas buscas, jamais foi encontrado qualquer vestígio de Amelia , Noonan e de seu avião. Um ano e meio depois, Amelia Earhart foi declarada morta.

Última foto de Amelia Earhart e Fred Noonan antes de seu seu misterioso desaparecimento, Los Angeles, Maio de 1937.

“Quando eu morrer, gostaria que fosse em meu avião, rápido”, disse ela uma vez ao seu marido. Seu desejo foi prontamente atendido.

Amelia Earhart foi uma celebridade mundialmente conhecida durante sua vida. Sua humildade, coragem, independência e persistência, tudo isso somado ao seu desaparecimento ainda jovem, fizeram dela uma LENDA e um ícone feminista.

Se alguém quiser conhecer mais sobre essa fantástica mulher, recomendo que assistam ao filme “Amelia”.

Por Vítor Anjos

Anúncios

From → Diversidades

One Comment
  1. Carol Yasuda permalink

    Consegui ouvir a moça do “Uma noite do Museu 2” falando essas frases do seu post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: