Skip to content

Jornalismo! Por quê?

12 de março de 2012

Torna-se contraditório um post como este, que caminha contra essa ventania de informações em busca de uma futura vida jornalística.
Mas há algum tempo atrás, não havia outra pergunta ocupando os meus pensamentos ao não ser aquela que diz: além do meu querer, o que mais motiva essa minha vontade de não desistir da profissão que todos criticam?
Acredito que não fui a única a ser questionada ou até julgada pela escolha de um futuro duvidoso, até porque pelas aulas que já participamos os professores não deixam de evidenciar a batalha por um lugar confortável na profissão, e por conseqüência, apenas os melhores sobrevivem, não sobrando espaço algum para os “pouco qualificados”, entretanto, temos um leque rico de variedades que podemos atuar, porém todas elas filtram jornalistas altamente capazes para exercer a profissão.
Confesso que ao participar das primeiras aulas, a minha visão referente a esse mundo globalizado de notícias, mudou completamente. Aquela minha vontade de não desistir, aquela determinação e aquele incentivo enraizado na alma só aumentou. E para buscar uma resposta concreta para os meus vagos pensamentos, li introduções de livros na área, logo percebi a paixão que um jornalista deve ter para encarar sorridente a profissão, a curiosidade, a determinação para investigar, e mais do que isso a vontade e a disposição da busca de conhecimento contínua, então, precisei pouco menos de um segundo para confirmar aos meus instintos que eles estavam certos.
Depois desse dia, passei a acreditar e a idealizar um mundo diferente na profissão, consigo perceber solidamente que o seu sucesso, o seu espaço e o seu futuro dependem apenas do autor de tudo isso: você. Por isso, coloquei-me como autora das minhas decisões, e ficou nítido, eu quero, eu posso, eu consigo.
A segurança, a fortaleza, e até mesmo a felicidade transpuseram os sentimentos utópicos que ainda se hospedavam em mim. A partir disso, espero verdadeiramente cruzar a linha de chegada e ter a vitória tão desejada com todos vocês, que não menos que eu, querem essa vitória profissional, social e pessoal por que acredito que, não fomos nós quem escolhemos o jornalismo, e sim ele quem nos escolheu.

Yonny Furukawa

Anúncios

From → Diversidades

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: